Os olhos de uma criatura!

Postado em Atualizado em

Esqueça dispositivos BeetleCam e outros. Um fotógrafo britânico arriscou sua vida como ele capturou essas fotos da vida selvagem.
Jonathan Griffiths realizou a sua câmera a poucos centímetros de distância tigres, ursos e pumas que ele tirou as fotos.

Fonte: StumbleUpon

BeetleCam – uma câmera que não sente medo!

Postado em

A fotografia de vida selvagem é impressionante. Para capturar fotos que nos fazem perder o fôlego, o fotógrafo se expõe a várias situações adversas, sejam elas decorrentes do clima ou o caso de ficar muito próximo a animais perigosos. E por ser tão desafiadora, seus resultados sempre surpreendem ou geram pensamentos “como que essa foto foi feita?”.
Muitas das fotos desse assunto são fotografadas utilizando câmeras com sensores infravermelhos, que são deixadas em lugares estratégicos esperando os animais passarem. Outra forma conhecida é ficar em esconderijos camuflados, esperando os animais aparecerem. Em ambas as técnicas é preciso muita paciência e é claro, sorte.

A BeetleCam (Câmera besouro) foi criada pelos irmãos e fotógrafos britânicos de vida selvagem, Will e Matthew Burrad-Lucas. Eles acoplaram em um carrinho de controle remoto uma câmera e dois flashes. Isso os permite deixar a câmera incrivelmente perto dos animais, ficando a uma distância segura e tendo controle total de em quais momentos dispararem o obturador da câmera.

Não é uma técnica inovadora, mas os resultados são muito interessantes. As fotos capturadas com a BeetleCam têm uma perspectiva muito diferente do comum, graças à utilização de uma lente grande angular. Com isso, as fotos nos colocam no mesmo ponto de vista da BeetleCam na hora da captura: cara a cara com os animais.




Fonte: Balde Digital