5 descobertas científicas incríveis que ainda não são utilizadas

Postado em

Descobertas inusitadas nem sempre resultam em invenções incríveis.

5 descobertas científicas incríveis que ainda não são utilizadas

Ao lermos sobre descobertas científicas, às vezes nos perguntamos se aquilo realmente vai servir para alguma coisa. A verdade é que, muitas vezes, nem mesmo os cientistas sabem a resposta para essa pergunta.

Todos os dias, pesquisadores espalhados pelo mundo descobrem elementos ou constatam situações da natureza absolutamente incríveis. No entanto, algumas coisas são tão inusitadas que ninguém sabe ao certo o que é possível fazer com isso. O site Gizmodo reuniu alguns desses itens, que trazemos aqui em uma lista bastante curiosa.

O efeito placebo

Você com certeza já deve conhecer o efeito placebo: ao dar a alguém doente uma substância sem efeitos, mas dizendo que aquilo é um remédio, pode-se muitas vezes fazer com que o próprio corpo se cure. Em outras palavras, um monte de farinha poderia curar algumas doenças tanto quanto remédios produzidos em laboratórios.

Teoricamente, a possibilidade é incrível, mas os experimentos mostram que, quando o placebo é administrado com drogas que bloqueiam o efeito da morfina, por exemplo, o efeito desaparece. Então, já se sabe que o resultado do placebo sai da esfera psicológica e passa a agir biologicamente. No entanto, ainda sabemos muito pouco sobre o fenômeno: até agora ninguém descobriu exatamente como tudo isso acontece, nem mesmo se sabe como é possível usar isso de forma efetiva.

O universo pesa menos do que pensávamos

Na década de 1970, os melhores cientistas do mundo se reuniram em um grande desafio: medir a massa de todo o universo. Com conhecimentos sobre a gravidade e a dinâmica das galáxias, eles chegaram a uma (triste) conclusão: nosso universo está se “quebrando” em pedaços.

A força para isso viria do movimento das próprias galáxias, que orbitam em torno de um único ponto central. No entanto, os cálculos sugerem que a massa das galáxias não seria o bastante para que isso aconteça. Embora os físicos tenham ficado intrigados com isso, ninguém nunca mais tocou no assunto publicamente, muito menos trouxe respostas concretas sobre o mistério.

Temperaturas abaixo de zero

Você já deve ter lido aqui no Mega Curioso sobre a suposta impossibilidade de se atingir a temperatura de zero absoluto, algo que era considerado como um fato na comunidade científica.

No entanto, no ano passado, cientistas quebraram a barreira do zero absoluto com a criação de um gás quântico com átomos de potássio, alinhado de maneira específica e com a ajuda de lasers e campos magnéticos. No entanto, a pesquisa que chegou em −273,15 °C foi muito mais uma curiosidade na definição da temperatura, já que até agora os cientistas ainda não sabem o que pode ser feito com as partículas resfriadas.

Novas propriedades da matéria

Na última semana, cientistas descobriram uma nova propriedade da matéria capaz de contrariar as leis da Física. Usando um composto de urânio super-resfriado, eles descobriram um fenômeno chamado simetria de reversão do tempo duplo, algo que faz com que as partículas se movimentem para trás e para frente ao mesmo tempo

Se você não entendeu nada sobre isso, não se preocupe: nem mesmo os cientistas sabem ao certo o que fazer com isso, embora alguns pesquisadores já apontem que a descoberta pode trazer a possibilidade de se fazer viagens no tempo.

Fusão a frio

No ano de 1989, cientistas alegaram terem conseguido um feito até então jamais visto: a fusão nuclear em temperatura ambiente. Na época, isso foi considerado como uma descoberta revolucionária e algo que poderia transformar a produção de energia.

No entanto, a comunidade cientifica não foi capaz recriar a experiência, mesmo sendo algo teoricamente possível. Embora isso ainda não tenha resultado em muita coisa, o feito inspirou cientistas do mundo todo a estudar a fusão a frio com mais profundidade.

 

Fonte: Mega Curioso

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s