Dados científicos apontam para os problemas do uso de anabolizantes

Postado em Atualizado em

Lista de efeitos colaterais relacionados à utilização de esteroides é longa

O uso irresponsável de anabolizantes, como era de se esperar, causou um furor agressivo de alguns. Depois de análise fria, decidimos manter a luta que não é só nossa, mas da Medicina contra usos e abusos de medicamentos anabolizantes por jovens, desinformados e certamente enganados por colegas e vendedores pela internet.

Com afirmações de que o uso controlado não traria problemas, vendem até óleos veterinários para aumentar a massa muscular de humanos. Vamos aos dados científicos, segundo os médicos pesquisadores Parkinson AB e Evans NA, no artigo  “Anabolic androgenic steroids: a survey of 500 users” publicado no Med Sci Sports Exerc 2006: temos informação dos seguintes efeitos colaterais: atrofia testicular (63,6%); acne (63,4%); insônia (51,2%); estrias (44,4%); alteração do humor (42,8%); disfunção sexual (24,6%); ginecomastia (23%).

Anabolizantes eu atleta (Foto: Agência Getty Images)

A pesquisa de Ebenbichler CF, Sturm W, Ganzar H et al. “Flow-mediated, endothelium-dependent vasodilation is impaired in male bodybuilders taking anabolic androgenic steroids.  Atherosclerosis  2001”, é assustadora. Mostra que o uso indevido e de não indicação médica com o passar das semanas aumenta o risco de aterosclerose por elevação do colesterol ruim LDL para níveis acima de 180mg% (ideal ao redor de 100 a 120 mg%), diminuição importante do colesterol protetor HDL para níveis próximos de 15mg% (normal acima de 40 mg%) e outra pesquisa de Sullivan ML e colaboradores “The cardiac toxicity of anabolic steroids. Prog Cardiovasc Dis 1998” mostrou que o PCR ultra sensível (marcador de forte inflamação celular) aumenta até três vezes mais que o normal (300% a mais). Além disso, a retenção hídrica e de sódio gera o desenvolvimento de hipertensão arterial com suas consequências patológicas cardiovasculares e lesões renais.

Outros efeitos relatados nas pesquisas médicas: cistos hepáticos hemorrágicos, arritmias cardíacas, retardamento ou abolição do crescimento por ação nas epífeses ósseas e calvície. Como não acreditam que ocorreram mortes de atletas usuários aqui estão três que já foram divulgadas: fisiculturista alemão Munzer e jogadores de futebol americano: Korey Stringer e Eraste Autin.

Efeitos psíquicos dos anabolizantes em indivíduos inicialmente sadios:

– 25% dos indivíduos sofriam de algum tipo de transtorno de humor, desde mania e transtorno bipolar até depressão profunda Pope e Katz, (1994).
– Ocorreu correlação entre uso de esteroides anabolizantes e um decréscimo na tolerância à frustração ou performance pobre. Daigle (1990)
– Comparação entre jovens atletas usuários e não usuários de anabolizantes mostraram uma maior agressividade, maior impulsividade e menor cooperatividade do primeiro grupo em relação ao segundo grupo Lise (1999)
– Uso de anabolizantes levam a atos agressivos em geral, mudanças súbitas de temperamento, síndromes comportamentais, aumento da irritabilidade, raiva e hostilidade, ciúme patológico, alterações da libido segundo Silva e colaboradores (2002)

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s